Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Investigações acerca da ocorrência em Cajazeiras resultam em seis suspeitos capturados e cinco armas apreendidas
Qua, 31 de Janeiro de 2018 08:08


As ações desenvolvidas pelas forças de segurança do Estado do Ceará, tendo à frente a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), acerca das 14 mortes ocorridas na madrugada do último sábado (27), já resultaram nas capturas de seis homens por suspeita de participação – direta ou indireta – no crime, além da morte de outro suspeito, após intervenção policial. Cinco armas de fogo foram apreendidas.

Na tarde dessa segunda-feira (29), uma ação da Polícia Militar do Ceará (PMCE) resultou em cinco homens presos. Com eles, a Polícia apreendeu três armas – sendo duas pistolas, uma calibre .45, de uso restrito das forças armadas, e uma cal. 380 –, além de um revólver cal. 38. Foram presos: Elias Gadelha de Araújo (22), que já respondia por porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menor; João Paulo Félix Nogueira (31), com passagens por disparo de arma de fogo, roubo, homicídio, posse e porte; Ronaldo de Oliveira Castro (35), com passagem por lesão corporal; Victor Matos de Freitas (20) e Lucas de Souza Teixeira (22), ambos sem antecedentes criminais. O grupo foi conduzido para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, organização criminosa e uso de documento falso.

Em coletiva à imprensa, na noite de ontem (29), o secretário da SSPDS, André Costa, ressaltou que não tem medido esforços para prender todos os envolvidos. “Continuaremos focados nesse trabalho, e não tenho dúvida que essa será a maior operação que a Polícia do Ceará fará contra o crime organizado. A população merece uma resposta. Isso aqui é o início do trabalho que não cessará até que todos os envolvidos sejam identificados e presos. Além da investigação, estamos trabalhando todos os dias em ações ostensivas, objetivando evitar novas ações criminosas”, disse André.


De acordo com o delegado Leonardo Barreto, titular da DHPP, as diligências relacionadas ao inquérito estão avançadas. “As diligências relacionadas as investigações das mortes estão bem avançadas. Já instauramos o inquérito policial e designamos uma equipe específica para a investigação do caso. Esses policiais trabalham de forma ininterrupta. Já foram realizadas várias oitivas de testemunhas e já há muita informação adiantada no inquérito. Solicitamos diversos exames periciais, porém temos cautela em tudo o que está sendo divulgado para não comprometer o trabalho policial”, ponderou o delegado.

Sobre as armas apreendidas, o diretor da DHPP informou que todas serão encaminhadas para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) onde serão periciadas. “Todas as armas apreendidas no curso das investigações estão na DHPP e irão para a Pefoce onde passarão por exames de microcomparação balística, para analisar tecnicamente e de forma objetiva se há relação dessas armas e, consequentemente,  desses indivíduos com as mortes”, afirmou Barreto.


Capturas após enterro de comparsa

O bando foi preso nas proximidades de um cemitério, no bairro Forquilha, em Pacatuba, logo após saírem do sepultamento de Marley Rodrigo de Lima Alves (28), morto em confronto com a Polícia, na noite do último sábado (27), na Avenida Alberto Craveiro, no bairro Boa Vista, na Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07). Marley foi morto quando entrou em confronto com equipes da Polícia Militar após não obedecer ordem de parada e tentar fugir. O homem estava em um veículo modelo Hilux e portava uma pistola cal. 9 milímetros.

Apreensão de fuzil

Ainda no sábado, horas após as mortes ocorridas no bairro Cajazeiras, equipes da Polícia Militar, durante uma diligência, no mesmo bairro, apreenderam um fuzil e capturaram um homem. Na ação, a Polícia apreendeu ainda quantidades de maconha e cocaína.



Ação conjunta

No último domingo (28), o governador Camilo Santana comandou uma reunião, na sede da SSPDS, onde participaram representantes dos órgãos de Segurança e Justiça do Estado, Tribunal de Justiça, Ministério Público e Polícia Federal, além do presidente do Poder Legislativo. Na reunião ficou estabelecida a criação de um Centro Integrado de Combate ao Crime Organizado, que funcionará no prédio do Ceará Pacífico, envolvendo representantes de todas as instituições, para que as decisões sejam tomadas de forma mais ágil; além da criação de um grupo reunindo as inteligências de todos os órgãos da Segurança e Justiça para a troca permanente de informações; a criação, por parte da Polícia Federal, de um grupo especializado para ajudar no combate ao crime organizado no Ceará, além da criação, por parte do Poder Judiciário, de uma vara especializada no combate ao crime organizado.


Fonte: SSPDS

 

Calendário

Fevereiro 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 1 2 3