Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Polícia Militar prende sete pessoas e evita chacina no Cariri
Sex, 27 de Outubro de 2017 08:15



Policiais militares lotados no município de Milagres, na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19), prenderam um grupo com sete suspeitos, que pretendiam cometer uma chacina no município caririense, no interior sul do Estado. A ação foi realizada na noite dessa quarta-feira (26) e resultou nas apreensões de quatro armas de fogo. O flagrante foi realizado na Delegacia Regional de Brejo Santo, polo plantonista responsável pela circunscrição onde ocorreram as capturas.

Os profissionais de segurança chegaram ao bando, após uma denúncia acerca de indivíduos que estariam se preparando para cometer uma chacina, contra uma família, residente em Milagres. De posse das informações, as equipes policiais montaram um cerco na cidade, com o objetivo de localizar os envolvidos. Diligências foram realizadas e a Polícia localizou dois suspeitos, apontados na informação como sendo as pessoas incumbidas de guiar o resto do grupo, até o local onde ocorreriam as mortes.

Uma das envolvidas se tratava de Jaqueline Fernandes Silva (25) - conhecida por "Kelinha" -, que ingressou juntamente com outro partícipe, em um veículo Siena, onde já estavam cinco homens. Os infratores seguiram até a localidade de Viver Bem, onde foram abordados pelos policiais militares. Buscas foram realizadas no carro, o que resultou nas apreensões de três revólveres, sendo dois calibres 38 e um calibre 32; uma espingarda calibre 12; 44 munições, aparelhos celulares, cheque e uma quantia em dinheiro de R$ 971. Com um dos indivíduos, foi encontrada também uma pequena quantidade de maconha e cocaína.

Além de "Kelinha", que já responde a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ameaça, foram presos Antônio Carlos Pereira da Silva (21) - com passagem pela Polícia por crime de trânsito; José Cícero Tavares de Souza (45) - conhecido por "Chiquita" e com antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo e dano; Pedro Heryclles Silva Coelho (22) - com passagem por furto e ameaça; João Paulo Albuquerque da Silva (29); Kaio Vinícius Macedo Lopes (27); e Tawyanderson Dedis Simão. Estes três últimos não possuíam antecedentes criminais.

De acordo com os levantamentos, a ordem para cometer o crime teria partido de um suspeito, que se encontra recolhido no Sistema Prisional. A motivação seria em razão do grupo, que seria o alvo da chacina, ter tentando contra a vida de um dos integrantes preso ontem. Fato que será investigado pela Polícia Civil. Os suspeitos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa. Kaio Vinícius também foi indiciado por tráfico de drogas, pois estava com os entorpecentes encontrados na ação policial.


Fonte: SSPDS

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2