Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Equipe do BPRaio interrompe roubo em andamento e é aplaudida por população
Seg, 23 de Outubro de 2017 08:21
Planos criminosos frustrados, bens restituídos e vítimas salvas na hora certa. Esses são os resultados do trabalho desenvolvido pelo Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), no combate à violência em território cearense. Na última segunda-feira (16), o policiamento especializado interrompeu um roubo em andamento no bairro Benfica – Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) de Fortaleza. A ação arrancou aplausos e agradecimentos de quem a presenciou.

Os assaltantes Carlos Darlan Barros da Silva (20) e Abraão da Silva Silva tiveram o plano de roubo frustrado pela equipe Raio 03, comandada pelo sargento P Filho e composta pelos cabos Guerra e Daniel e pelo soldado Natanel. “Estávamos fazendo patrulhamento e quando a gente estava parado no sinal da Avenida Carapinima com a (Avenida) 13 de Maio, notei os dois se aproximando na motocicleta, fazendo um retorno proibido”, explica o sargento P Filho, sobre como se iniciou a ocorrência. Enquanto os policiais aguardavam o sinal verde do semáforo, sentido Avenida José Bastos, perceberam que a dupla de infratores vinha em direção ao Centro pela Avenida Carapinima, dando a volta também sentido à Avenida José Bastos, mas com outro foco.

Carlos Darlan e Abraão seguiram pela calçada em direção a um homem que estava parado, em frente a um hospital, aguardando o horário de visita para rever um parente. A dupla anunciou assalto e tomou o celular da vítima e, quando se preparava para seguir em fuga, foi surpreendida com a chegada do BPRaio. Abraão, que estava na garupa e portava um revólver calibre 22, apontou a arma em direção à composição policial, que efetuou disparos de contenção, lesionando o suspeito. “Assim que percebi a movimentação suspeita dos dois, dei o sinal para a equipe e saímos na direção deles”, detalha o sargento P Filho. A ocorrência se deu por volta de 14h40min.

No momento da abordagem, Carlos Darlan, que pilotava a moto, tentou enganar os militares informando nome falso, ao se identificar com o se fosse seu irmão – menor de idade. Abraão foi interceptado e também socorrido pelo BPRaio, ao ser encaminhado em uma viatura do batalhão para o Hospital Instituto Doutor Frota (IJF). “A preocupação do Raio é neutralizar a agressão, evitar o roubo e preservar a vida, de forma impessoal”, destaca o comandante do BPRaio, tenente coronel Márcio Oliveira, sobre o auxílio dado pelos policiais à vítima e também ao suspeito.

Devido ao fato de Carlos Darlan ter se apresentado como menor de idade, ele foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e, lá, foi constatada sua real identificação. Posteriormente, o homem foi levado para o 11º Distrito Policial, onde ambos foram autuados por tentativa de roubo. A motocicleta utilizada por eles não possuía queixa de roubo ou furto. Mas, foi verificado que o proprietário do veículo possui algumas passagens pela Polícia. O transporte e o revólver foram apreendidos. Ambos são residentes da região do bairro Bela Vista e, segundo informações levantadas pelos agentes de segurança, Carlos é suspeito de atuar em diversos casos de roubo na área. Segundo o próprio comparsa, Abraão é natural do Estado do Pará. Como estava sem documentos, foi feita uma guia criminal para ele na delegacia.

A ação da equipe Raio 03 foi filmada por circuitos de monitoramento instalados nas proximidades do local da ocorrência. Nas imagens, é possível observar a divisão de tarefas dentro da composição, o que refletiu em uma rápida resposta. Logo após a aproximação da equipe no local da ocorrência, o cabo Guerra, subcomandante da equipe, faz a chamada “segurança periférica”, que consiste em organizar as motocicletas logo após ser sanado qualquer perigo e organizar também a condução do trânsito, objetivando evitar engarrafamento, além de controlar a entrada de pessoas no perímetro da ocorrência. O piloto policial que leva o garupeiro geralmente tem mais experiência e agilidade na condução do veículo e o outro integrante, por sua vez, se encarrega de acionar o socorro para o ferido.

“Eu vejo no patrulhamento do Raio uma abordagem padrão, empregando toda a doutrina com rapidez e flexibilidade, proporcionada pelo policiamento motorizado (...). Existe um sentimento de equipe bem presente... mesmo sem saber que estavam sendo filmados, eles atuaram de forma técnica e eficaz”, conclui tenente coronel Márcio, sobre a boa articulação do trabalho.  As imagens não mostram, mas, após o flagrante, os “Raianos” recebem aplausos e agradecimentos da vítima, dos funcionários do hospital e das pessoas que transitaram na via.

“Não me vejo fazendo outra coisa na Polícia. Amo o que faço”! A declaração é do sargento P Filho, líder da equipe Raio 03, no dia 16 de outubro. Ele comanda equipes do batalhão há seis anos (desde que entrou), tendo 23 anos na Polícia Militar cearense. “Nós comemoramos cada ação”, revela o oficial, feliz por servir aos cearenses. A doutrina do Raio tem vários segmentos e um deles é a constante mudança de equipe e área de atuação dos policiais. “A mudança mostra que a ação é homogênea, evita qualquer vício de atuação e faz com quê o mesmo patrulhamento seja desempenhado em todas as áreas”, explica o tenente coronel Márcio Oliveira. “O objetivo maior é a segurança pública de qualidade”, completa o comandante.

Maior grupamento do Brasil

O Batalhão do Raio é especializado no patrulhamento tático com motos e completou 13 anos de existência em março deste ano. É considerado o maior grupamento de motos do Brasil e cada vez mais tem sido procurado como modelo para as Polícias de outros estados. O crescimento do território de atuação do BPRaio foi iniciado no ano de 2015 e segue em continuidade. O policiamento especializado foi interiorizado, estendido para todas as macrorregiões do Ceará, está sendo fortalecido a partir deste mês em Fortaleza, já chegou a duas cidades da Região Metropolitana da Capital (Maracanaú e Caucaia) e segue com foco no alcance dos municípios com mais de 50 mil habitantes. O reforço do grupamento, que é considerado o maior do Brasil, é um compromisso de governo que vem sendo cumprido. No início deste mês, o grupamento alcançou o número de 1.010 de apreensão de armas em todo o território cearense.


Fonte: SSPDS

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2