Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Suspeitos de atentarem contra PMs são presos em ações integradas da Polícia nesse fim de semana
Ter, 05 de Setembro de 2017 08:19


Dois homens foram presos em ações integradas das forças de segurança do Ceará, nesse fim de semana, suspeitos de participarem de crimes contra policiais militares. De acordo com investigações da 11ª Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Pedro Pereira da Silva (21) é apontado como autor da tentativa de latrocínio contra um soldado da Polícia Militar, ocorrida na última sexta-feira (01), no bairro Quintino Cunha, Área Integrada de Segurança 6 (AIS 6). O autor do disparo que vitimou o sargento Edvaldo José Santana Flexa, no dia 25 de agosto, identificado por Francisco Bruno Antunes Scipião (25), vulgo "Bros", também foi preso. Durante as ações que culminaram nas prisões dos suspeitos, foram apreendidas duas armas e munições.

A primeira prisão foi feita minutos após a tentativa de latrocínio contra um soldado da PM, na última sexta-feira. O agente de segurança foi abordado por dois indivíduos, que o lesionaram a faca e levaram a arma e o veículo do militar. De imediato, o PM foi socorrido para o Hospital Distrital Evandro Aires de Moura, no Antônio Bezerra, e, em seguida, transferido para uma outra unidade hospitalar na Capital. Com o auxílio de composições do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), os policiais identificaram um suspeito em uma residência próxima ao local do crime e se deslocaram para realizar a captura dele. Dentro do imóvel, os PMs encontram a arma subtraída do agente lesionado, que estava escondida entre as telhas da casa, assim como um revólver calibre 32, sem munição. Pedro foi detido e levado para realização do flagrante na DHPP. O suspeito, que não tinha antecedentes criminais, foi autuado nos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo, posse irregular de arma de fogo e corrupção de menor. Diligências seguem no intuito de localizar outros suspeitos de participarem do delito.



No litoral leste, no município de Fortim, Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18), o autor do latrocínio contra o sargento Flexa foi preso em uma residência. Conhecido por "Bros", Francisco Bruno Antunes Scipião estava foragido desde o dia 25 de agosto, data do crime, quando baleou e matou o policial militar, no bairro Patriolino Ribeiro (AIS 7). Com apoio da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), por meio de denúncias anônimas, o infrator foi localizado e confessou ter disparado contra o PM. Inclusive, o criminoso estava ferido na perna em decorrência de um tiro efetuado pelo PM no momento do crime. Em depoimento, Bruno revelou que não procurou nenhuma unidade de saúde porque sua irmã é enfermeira e prestava socorro a ele em casa. Dentro de um guarda roupa do quarto, foram encontradas duas munições calibre .38 não deflagradas. Bruno, que não tinha passagem pela Polícia, foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo e indiciado pelo latrocínio.



11ª delegacia

Ambos os casos envolvendo policiais militares como vítimas foram apresentados em coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (04), na sede da DHPP. Ainda na coletiva, outras incursões da 11º delegacia da DHPP, unidade designada para apurar crimes contra profissionais de segurança no Ceará, foram divulgadas. Em agosto deste ano, em diligências conduzidas pelos policiais civis da especializada, foram apreendidas duas escopetas calibre 12, um rifle e um revólver, além de dinheiro em espécie, drogas e balança de precisão. O material foi localizado em um imóvel na Comunidade da Rosalina, no bairro Passaré (AIS 7). Ninguém foi encontrado na residência.

“Esse trabalho é fruto de ações integradas com as demais vinculadas da Secretaria da Segurança Pública, por meio de intercâmbio de informações e ações operacionais conectadas com as forças de segurança do Ceará. Temos apresentado a sociedade um índice de esclarecimentos dos casos envolvendo agentes de segurança pública, da ordem de mais de 80% de resolutividade. Nosso propósito é dar uma solução cada vez mais rápida e eficaz aos crimes em que tem como vítimas os agentes de segurança pública”, destaca o diretor da DHPP, Leonardo Barreto.

Criada em abril de 2017, a delegacia tem como atribuição específica a investigação de crimes de homicídios e latrocínios consumados e/ou tentados contra servidores de carreira das Polícias Civil (PCCE) e Militar (PMCE), Corpo de Bombeiros (CBMCE), Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e do Sistema Penitenciário do Ceará.

Denúncias

A Polícia Civil do Estado Ceara (PCCE) reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar a localizar os autores do crime. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o número (85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão de Homicídios, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.


Fonte: SSPDS

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2