Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Operação "Camarote" resulta nas prisões de traficantes e apreensão de R$ 70 mil
Qua, 22 de Fevereiro de 2017 20:45


Uma mega operação organizada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), com a participação de suas vinculadas Polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia Forense, no início da manhã desta quarta-feira (22), sob a coordenação do secretário André Costa, resultou na desarticulação de um esquema de tráfico de drogas que era realizado na Comunidade dos Becos do Barreiro, no bairro Jurema, em Caucaia, na Área Integrada de Segurança 07 (AIS 07) do Estado. Três traficantes foram presos e R$ 70 mil foram apreendidos.

A Operação intitulada "Camarote" fez referência à forma como os entorpecentes eram comercializados na comunidade. Conforme as investigações, a droga era livremente vendida em um dos becos, onde os indivíduos presos se utilizavam de um sofá, aparentemente sem qualquer temor, e pretendiam passar todo o Carnaval vendendo droga, como se estivessem em camarote particular.  Na ação, foi cumprido um mandado de busca e apreensão coletivo (onde é possível vistoriar todos os imóveis de um determinado perímetro) que resultou na vistoria de 150 domicílios.

Foram capturados: Maciel da Costa Martins (27), que já responde oito procedimentos policiais por roubos, homicídio, tráfico de drogas, lesão corporal, ameaça e crime contra a administração pública; Cleuton da Silva Barbosa (22), vulgo "Kuen", que já responde por roubo, e Eli da Silva Onofre (30), vulgo "Lee", que já responde por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. Conforme o delegado Felipe Porto, titular do 18º Distrito Policial e responsável pelas investigações, os homens fazem parte de uma mesma associação criminosa chefiada por Jefferson Luan Oliveira (25), que já responde dez procedimentos policiais, sendo quatro por homicídios além de roubo, tráfico de drogas, dano e crime contra a administração pública, e que atualmente se encontra preso.  

Outras três pessoas foram detidas e encaminhadas para a delegacia. Um deles, comerciante, que mantinha uma arma de fogo em sua residência, porém não fazia parte do esquema de tráfico na região. A arma foi apreendida e o homem foi liberado mediante pagamento de fiança. Os outros dois detidos, que são suspeitos de um homicídio na área, foram ouvidos e liberados em seguida.

No total, foram apreendidos uma pistola com oito munições, 33 pedras de crack, 43 trouxinhas de maconha, 14 papelotes de cocaína tudo pronto para comercialização, embalagens para drogas, cinco celulares, além da quantia de R$ 70 mil que foi localizado na residência da mãe de Luan.  "Vamos investigar a procedência do dinheiro encontrado, precisamos descobrir se ele é resultado do esquema criminoso praticado na área", afirmou Felipe.

Para o secretário André Costa, os resultados obtidos com a operação foram excelentes. “Prendemos pessoas diretamente envolvidas em crimes que tiravam a tranqüilidade da população que mora no bairro. Estivemos presentes mostrando a força do Estado no combate à criminalidade e fortalecendo cada vez mais a parceria e a integração dos órgãos de segurança. Não vamos recuar”, frisou o titular da SSPDS.



Efetivo

Participaram da investida criminosa cerca de 220 agentes de segurança. Entre eles, policiais civis dos 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º, 9º, 10º, 11º, 12º, 13º, 16º, 17º, 23º, 24º, 25º, 26º, 28º 30º, 32º, 33º, 35º Distritos Policiais, das especializadas de Proteção ao Turista (Deprotur), Criança e Adolescente (DCA), Delegacia de Crimes contra a Administração e Finanças Públicas (DCCAFP), de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e a Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), além de policiais militares do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), da Rondas Ostensivas com Cães (Roca), Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) e do Comandando de Policiamento Comunitário (Ronda), bombeiros militares e servidores da Perícia Forense do Ceará, além de servidores da Coordenadoria de Planejamento Operacional (Copol) da SSPDS. O helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi utilizado na ação.


Fonte: SSPDS

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2