Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Homicídio do soldado Djakson Araújo de Viveiros é solucionado na madrugada desta quarta-feira (21)
Qui, 22 de Dezembro de 2016 07:57

Os dois suspeitos de atuarem diretamente no homicídio do soldado da Polícia Militar cearense, Djakson Araújo de Viveiros (30), foram capturados na madrugada desta quarta-feira (21), na cidade de Orós – Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16) do Estado. Durante a ofensiva, houve um tiroteio entre os infratores e os policiais e um dos criminosos não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O outro foi socorrido para uma unidade de saúde. Os trabalhos policiais continuaram ao longo do dia e resultaram na captura de um homem suspeito de dar apoio ao bando que os infratores pertenciam. As diligências realizadas pelas Polícias Militar e Civil também resultaram nas apreensões de três armas de fogo com os três suspeitos.

O suspeito apontado como autor dos disparos que tiraram a vida do policial Djakson Araújo foi identificado como Felipe Rodrigues da Silva (17), que é natural da cidade de Embu das Artes, no Estado de São Paulo. Durante a troca de tiros com os militares, em Orós, ele morreu. O outro envolvido no crime é Eduardo Nascimento da Silva (20), conhecido como “Galego” ou “Alemão”, que responde por roubo e é cearense natural de Juazeiro do Norte. A dupla foi interceptada na residência de familiares de Felipe, situada no distrito de Palestina, em Orós. Com os suspeitos, os policiais apreenderam duas armas de fogo de calibres 380 e 45. Eduardo foi lesionado na troca de tiros e socorrido para uma unidade de saúde localizada no município de Icó. Em seguida, ele foi transferido para um hospital em Juazeiro do Norte.

 



O procedimento sobre o caso foi registrado na Delegacia Regional de Juazeiro do Norte e será enviado para a Delegacia Municipal de Orós. Durante os levantamentos, os agentes de segurança apuraram que Felipe e “Galego” integram um grupo criminoso atuante em assaltos cometidos na região. Dando continuidade às diligências, equipes da Polícia Civil capturaram um taxista identificado como Francisco João dos Santos (66), que não possuía antecedentes criminais e é suspeito de dar apoio logístico ao grupo de assaltantes. Com o homem, os policiais apreenderam ainda um revólver cal. 38.



O caso da morte do soldado Djakson Araújo de Viveiros é investigado pela Delegacia de Juazeiro do Norte. Lá, “Galego” foi autuado em flagrante por associação criminosa armada, tentativa de homicídio contra os policiais e também será autuado no inquérito que investiga a morte do soldado Djakson. Já Francisco João foi autuado por associação criminosa armada e posse ilegal de arma de fogo.

As investigações sobre o grupo criminoso prosseguem no sentido de capturar outras pessoas envolvidas. No último domingo (18), uma operação conjunta entre as Polícias Civil e Militar que atuam nas Áreas Integrada de Segurança 11 e 16 resultou na prisão de Carlos Davi Freitas da Costa (26), no município de Cedro (AIS 16). Ele foi capturado na companhia de um adolescente de 16 anos, após eles e outros dois infratores invadirem a residência de uma mulher e efetuarem disparos de arma de fogo no local. De acordo com levantamentos policiais, eles pretendiam matar um desafeto, mas o alvo não estava no imóvel. O grupo também é suspeito de se envolver, horas antes, em um assalto a um posto de combustível na cidade de Várzea Alegre, de onde subtraíram dinheiro.

Carlos, que responde por homicídio, roubo e tráfico de drogas, também é suspeito de integrar o bando no qual atuavam Felipe e “Galego”. Com ele e o adolescente, que não possuía passagens pela Polícia, policiais militares apreenderam um carro com queixa de roubo e uma pistola calibre 380.

O adulto ainda tentou enganar a Polícia se identificando com nome falso, mas logo os agentes de segurança perceberam a farsa e ele foi autuado por violação de domicílio, identificação falsa, roubo, corrupção de menores, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. Carlos Davi já havia sido detido, na madrugada de sexta (16) para sábado (17). Após o homicídio do PM, Carlos, o taxista Francisco e duas mulheres foram abordados pela Polícia no taxi, ainda em Juazeiro do Norte, e levados à delegacia. Como nada de ilícito foi encontrado, eles foram liberados em seguida. A Polícia continuou as diligências e agora os dois homens estão presos.

O crime
O crime contra o policial aconteceu no bairro Lagoa Seca, em Juazeiro do Norte, na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11), quando, na noite de sexta–feira (16), dois homens armados em uma motocicleta Honda Bros vermelha anunciaram um assalto ao coletivo onde o policial se encontrava. Na tentativa de impedir o crime, o agente sacou a arma, mas foi atingido por dois tiros na cabeça, vindo a óbito no local. O PM havia saído do serviço e voltava para casa em um transporte coletivo que seguia em direção à cidade vizinha, Brejo Santo, quando os dois indivíduos anunciaram o roubo ao veículo.


Fonte: SSPDS

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2