Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Ação conjunta: Trio é capturado por ataques a delegacias
Qua, 09 de Março de 2016 12:07

 

Uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar do Estado do Ceará resultou nas prisões de três pessoas envolvidas nos ataques a delegacias de Fortaleza e Região Metropolitana. As prisões ocorreram no Parque Santa Maria, no bairro Ancuri, em Fortaleza, e no município de Pacajus - Áreas Integradas de Segurança 04 e 09 (AIS 04 e 09). Duas armas foram apreendidas.

A ação teve início após policiais militares abordarem, na Rua Alimpio Cruz, no Ancuri, dois suspeitos em um carro HB20, de placas PMH 5438. No veículo, os policiais encontraram uma carta de agradecimento pelos ataques realizados contra as delegacias. A dupla e o material apreendido foram encaminhados para a sede da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). Lá, policiais civis aprofundaram as investigações e descobriram que o carro era clonado. Na ocasião, foram presos Francisco Rafael Pereira Almeida (23), que já responde por tráfico de drogas e roubo, e Lucas Pessoa de Almeida (38), que não possuía antecedentes criminais.

A partir da prisão da dupla, os policiais civis conseguiram chegar até o nome de Ana Klaudya Fernandes de Oliveira (26), que já responde por porte ilegal de arma de fogo. Na casa da mulher, no município de Pacajus - AIS 09 -, os policiais localizaram as duas armas, espingardas de calibres 12 e 44, utilizadas nos ataques. Ana Klaudya é companheira de um presidiário.

De acordo com o delegado Raphael Vilarinho, titular da DRF, as investigações apontam que os ataques foram motivados em retaliação a morte de um adolescente, envolvido com o tráfico de drogas, durante uma troca de tiros, ocorrida na última terça-feira (01), no bairro Presidente Kennedy, com policiais militares do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). O referido adolescente seria parente de um detendo. Como vingança, os ataques foram iniciados.

Investigações prioritárias

As investigações foram acompanhadas pelo Delegado Geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, que determinou prioridade nas investigações desses casos. "A Polícia Civil, através da DRF, tem centralizado as investigações no sentido de identificar todos os autores. Dois (que participaram diretamente dos ataques a delegacias) já foram presos e conseguimos, inclusive, apreender armas utilizadas em uma das ações. Diminuímos os períodos de folga dos policiais, para fortalecer nosso efetivo. O Sistema de Segurança Pública continuará empenhado, no sentido de prender todos os envolvidos", afirmou Andrade Júnior.

Uma reunião foi realizada na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na manhã da última sexta-feira (04), com o secretário, Delci Teixeira, e o secretário adjunto, Cel. Lauro Prado, e os comandos das Polícias Civil, Del. Andrade Júnior, e Militar, Cel. Geovani Pinheiro. A reunião teve o intuito de estabelecer a linha de atuação para elucidação dos atentados contra transportes coletivos e prédios públicos, ocorridos nos últimos dias. Participaram também os comandantes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque); do Batalhão de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio); do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE); do Comando de Policiamento da Capital (CPC); da Inteligência da PM; da Coordenadoria de Inteligência da SSPDS; juntamente com os delegados titulares das delegacias atingidas. As investigações continuam com o objetivo de identificar e prender outros possíveis suspeitos.
Hoje nao é registro de ocorrencia no local, ontem a polícia recebeu registro e foi ao local, onde a segurança foi reforçada.


Primeiras prisões


Na última semana, sete pessoas foram capturadas suspeitas de envolvimento em tentativas de incêndios em transportes coletivos em Fortaleza. Os infratores foram interceptados em duas ações efetuadas pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), por meio do Batalhão de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).

Quatro dos capturados são suspeitos do terceiro caso registrado, no dia 02, - uma tentativa de incêndio ao ônibus da empresa Fortaleza - ocorrida no bairro Aerolândia, AIS 4. O carro que eles usaram para cometer o crime foi apreendido. Para tentar cometer o incêndio, o paraense - natural de Belém - Michel Frank Vasconcelos da Silva (21) confessou que roubou um veículo Gol de placas PMW 3947. Para as ações, ele contou com a ajuda do comparsa Thalis Eduardo Soares Ferreira (19). A dupla confessou a autoria do ataque ao coletivo, que teve o apoio logístico dos outros dois presos, identificados como Raimundo Narcélio Nogueira Mateus (25) e Igor de Oliveira Lopes (20).

O grupo foi interceptado próximo à Itaitinga. A atuação do bando foi comprovada ainda por mensagens em redes sociais, nas quais eles falam nos ataques e que teria “dado certo”. Além do carro, os militares apreenderam com o bando um revólver calibre 38 municiado e uma espingarda cal. 12, também municiada.

Os outros três infratores são adolescentes com idades entre 14 e 17 anos. Eles foram abordados na Avenida Sargento Hermínio com o combustível, fósforos e um revólver calibre 32 com três munições intactas. Ao avistar a composição policial, eles tentaram se desfazer do material, mas logo foram flagrados.

O trio confessou o plano de atear fogo no coletivo que faz a linha que leva o nome da Avenida. Os menores foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e crime contra a paz pública. Juntos, os três já respondem a seis procedimentos policiais por porte ilegal de arma de fogo e roubo. As investigações apontam para uma ligação entre a motivação dos ataques aos DPs e aos transportes coletivos. Até o momento, sete adultos foram presos e três adolescentes, apreendidos.

 

Fonte: SSPDS

 

Calendário

Novembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2