Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Brasão e Heráldica
Qui, 05 de Dezembro de 2013 17:29

 Polícia Militar do Ceará

Assessoria de Comunicação Social

Instituto Histórico e Cultural

  Brasão da Polícia Militar do Ceará

Da Heráldica

Escudo português terciado em faixa. 1º em goles, cruzados um fuzil e uma lança armados de ouro, sobreposto um escudete, tipo francês, partido em sinople e ouro com estrela cinzelada. 2º partido: Iº em sinople com sol e IIº em ouro com três estrelas carregadas de goles postas em aspa e ladeado por ramo de louro. 3º em blau, com jangada em ouro navegando em mar agitado de sinople, faixado de prata com espumante de prata. Um farol do mesmo em sinestra. No dístico em caixa alta: POLÍCIA MILITAR DO CEARÁ. Timbre: Torre em ouro lavrada de negro.

Da Justificativa

Do escudo e das Figuras

O escudo é a herança cultural do ‘Exército Nacional’ de Portugal e do Brasil. As suas partições são as três devoções dos cavaleiros, origem das ordens militares: preservar a vida, a honra e os bens, afeitos ao juramento de todo policial, que representam os Direitos Universais da Humanidade, a Corporação e a Constituição Federal e Estadual. Ou seja, na mente a dignidade humana, na armadura o juramento e no caminho a Lei e a Pátria. No primeiro quartel o emblema conta a origem, a evolução histórica da corporação - como arma de Infantaria e Cavalaria das Forças Militares do Brasil - e o Escudete tipo francês com estrela retrata a Corporação em seu princípio fundador e filosófico; ser uma gendermeriae a eterna missão de servir à pátria com abnegação. A segunda faixa é o reconhecimento. O Sol é o Império Brasileiro, que no “Pacto Federativo” de 1831, deu origem a Resolução Provincial nº 13, de 24 de maio de 1835, a qual criou a Força Pública do Ceará, embrião da atual Polícia Militar do Ceará; O sol representa, ainda, a fortaleza moral do policial militar cearense, o crisol dos bravos forjados no calor dos sertões, com a valentia reconhecida nas mais árduas batalhas de hoje e outrora. As estrelas, em sangue, e o laurel fazem menção à participação na ‘Guerra do Paraguai’, e ao juramento de servir a pátria cearense, “mesmo com o risco da própria vida”. Na ponta as armas retratam o amor e a devoção aos valores da terra - o orgulho de ser guia da liberdade no Brasil - que nos fez a “Terra da Luz”. E a jangada guiada pelo Farol em mar revolto é a vitória sob as adversidades.

DAS CORES

O OURO (amarelo) – nobreza de caráter e honra. Arma as insígnias policiais, o escudete, o sol, o quartel sinestra da 2ª faixa e a jangada. É cor heráldica do Brasil e do Estado; Destaca a nobreza do serviço policial militar; a soberania histórica do povo cearense e a liberdade. A PRATA (branca) – Arma a estrela no escudete, o farol e o mar. É a integridade de servir com verdade, lisura e pureza dos gestos na causa da defesa social; É a fé do altruísmo, que atenua o valoroso mister. O GOLES (vermelho) – defende o campo do chefe onde estão as insígnias militares e as estrelas em aspa. É signo das grandes ordens militares e demonstra a bravura, o valor e a intrepidez, que os homens da PMCE designam de sua ânima em defesa de seu povo, representa a Polícia Militar do Ceará em seus valores máximos; A SINOPLE (verde)- é sina da liberdade, das glórias dos bons serviços prestadose da esperança. Arma o escudete, o quartel destra da 2ª faixa, os ramos de louro e o mar revolto. Representa as cores marcantes da pátria brasileira, enaltecidas na Bandeira Estadual (criada pelo Decreto nº1971 de 25 de agosto de 1922); o reconhecimento dos grandes feitos da PMCE pela bravura, em defesa da sociedade cearense e nação brasileira e a esperança virtuosa do povo. O BLAU (azul) - cobre a ponta, defende a jangada, o farol e o mar - símbolos do Estado- e destaca a busca da ordem pela da justiça, com coerência e serenidade.

 

Calendário

Março 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
26 27 28 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1